Irmã de Aécio Neves é alvo de mandado de prisão preventiva

Irmã de Aécio Neves é alvo de mandado de prisão preventiva

Diversos nomes ligados a Aécio Neves (PSDB-MG) são alvos de uma operação da Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (18/5). A irmã do senador mineiro, Andrea Neves, além do procurador da República, Ângelo Goulart Vilela, do TSE, estão na mira da PF, que cumpre mandado de prisão preventiva contra os dois.

Outros alvos são o senador Zezé Perrella (PMDB-MG), o deputado Rocha Loures (PMDB-PR) e Altair Alves, que ficou conhecido como braço direito do ex-deputado Eduardo Cunha. Os policiais também cumprem mandados de busca e apreensão nos endereços relacionados ao senador no Rio de Janeiro, em Brasília e em Belo Horizonte.
Segundo a PF, há cerca de 40 mandados, incluindo o de prisão preventiva contra Andrea.

Em poucas horas

A operação acontece poucas horas após a delação premiada dos executivos do grupo J&F, que coordena a empresa JBS, os irmãos Joesley e Wesley Batista, vazar ao público.
Na delação, os executivos afirmaram que Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a um dos donos da empresa, para pagar sua defesa na Operação Lava Jato.